Como nasceu a Campanha Global End Polio Now

End Polio Now Projection - London

A erradicação da pólio foi inspirada no sucesso da erradicação da varíola – a única conquistada pela humanidade até agora. No começo, o programa obteve grandes progressos. Mas não se imaginava que a dificuldade de se erradicar a pólio fosse tão grande.

No início do programa, em 1988, havia 350 mil casos por ano. O número de casos da doença foi diminuindo até chegar em 392, em 1996. A partir de então os problemas começaram. O número de casos subiu até 2.294 em 1998, mas caiu para 483 em 2001. Depois subiu para 1918 casos no ano seguinte e caiu para 784 em 2003. Aí aconteceu o boicote à vacinação pelos líderes religiosos do norte da Nigéria. O vírus acabou retornando a vários países da África, e o número de casos subiu mais uma vez para a casa de 2000 casos em 2005 e 2006. Nesse momento, alguns opositores do programa começaram a propor a desistência da erradicação da pólio. Em 2007, preocupada, e com base em um estudo de Harvard, a OMS declarou que seria melhor não desistir. Mas o desânimo já estava instalado – vacinadores, voluntários, comunidades, governos e doadores. Foi um período sombrio para o programa.

Foi quando a maior Fundação privada do mundo, pertencente ao homem mais rico do mundo, disse que a pólio era a sua prioridade número um, e propôs um desafio ao Rotary: Bill Gates doaria ao Fundo Pólio Plus 350 milhões de dólares, se os Rotarianos doassem 200 milhões, totalizando assim US$ 550 milhões destinados ao combate à pólio. Foi como um raio de Sol.

Para levantar o dinheiro, em fevereiro de 2008, no 103º aniversário de fundação do Rotary, as palavras “End Polio Now” foram projetadas na parede externa do Parlamento de Londres. Neste dia, o Rotary lançou aos Rotarianos do mundo inteiro o desafio de levantar o dinheiro. Cada Rotary Club recebeu a meta de contribuir com pelo menos US$ 1.000 por ano, até conseguirmos a nossa parte, o que levou 4 anos.

Apesar de termos concluído aquele desafio, o nome “End Polio Now” vem sendo usado, desde então pelo Rotary, como uma marca de sua participação no programa de erradicação. O nome pode ser visto em todos os países afetados pela doença, estampado nas caixas de isopor que transportam as vacinas, e nos demais países, nas camisetas daqueles que lutam pelo sonho por um mundo livre da pólio.

Campanha End Polio Now Santa Catarina

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s